Histórias de Vida

"Minha paixão por cavalos"

Data: domingo, 13 de maio de 2018 - Hora: 10:06

Hoje, nós não vamos contar. E ela quem vai nos contar, em uma entrevista que fizemos para ela, para a primeira mulher em correr o Freio de Ouro.

E quem é? Eliana Vaz e seu nome, e hoje tem sua própria criação de cavalos.

Conversando, começamos:

Do onde surgiu a paixão por cavalos?
"Minha paixão por cavalos já veio no DNA. Meus Avós maternos tinham campo em Cachoeira do Sul e minha Avó era apaixonada por cavalos e pela vida no campo . Foi ela quem primeiro me estimulou a ter essa ligação forte com os cavalos. Com o passar do tempo, meus Pais adquiriram terras em Bagé e, devido a essa paixão por cavalos, iniciaram a criação de Crioulos."

Como é sua vida hoje, família?

"Hoje, sou casada com o Rafael Grimm Vaz, também um apaixonado por cavalos, o que tornou a criação um sonho compartilhado por nossa família, junto com nossas 2 filhas (4 e 8 anos) que gostam, acompanham e vivem o Cavalo Crioulo"

Como se tornou criadora de cavalos crioulos? Quais foram as primeiras matrizes? Primeiros resultados da criação? Planejamento de cavalos?

Qual é a planificação pro futuro?

"Sempre tive certeza que teria minha própria criação de cavalos e depois de um tempo afastada das competições, por ter me dedicado à Medicina, chegou a hora de retomar essa paixão. Rafael e eu conversamos muito sobre como deveríamos iniciar, planejamos objetivos e quais genéticas gostaríamos de agregar na criação. Usei a experiência que tive no passado, por ter tido a honra de treinar com o grande Vilson Souza.
Aprendi muito, tive a oportunidade de conhecer grandes cavalos e as genéticas mais diversas, sempre prestando atenção em conselhos de criadores que admiro na Raça.

Estudamos pedigrees e isso tudo foi somando experiências antes de realmente iniciarmos as compras das matrizes .
Sempre pensamos em ter uma Cabanha pequena , com 10-15 éguas na cria, iniciamos as compras aos poucos e fomos estudando acasalamentos, conhecendo nossas matrizes e seus produtos, sendo muito críticos com nossos resultados.

Iniciamos cedo a sair para algumas provas para testar nossos produtos . A geração nascida em 2010, que realmente foi especial, contávamos na época, apenas com 5 éguas na cria .
Nasceram 2 animais importantes que nos deram o presente de estrear na final da Morfologia da Expointer (Estampa Cavalera - RP 13 e Estradeiro Cavalera - RP 14) junto a grandes criadores da Raça. Estradeiro, na sua estreia na Expointer, ganha o título de campeão potranco Maior e quarto melhor macho em 2013 .

A partir daí, Estradeiro nos obrigou a crescer em um ritmo um pouco mais rápido do que esperávamos. Foi Grande Campeão em todas as Classificatórias que participou, Pelotas, Bagé e Esteio. Tínhamos, portanto, a responsabilidade de fazer a campanha de um Grande Cavalo! Estradeiro, para nós, foi uma injeção de ânimo, pois ali estava a prova que pequenos criadores podem ser competitivos e que se produzirmos um animal de qualidade, correto, ele fará sua própria história.

Nos dedicamos e passamos a investir mais na criação. Buscamos, também, para abrir sangue, agregar a genética do Mackenna Guindo, pois sempre nos chamou muito atenção funcionalmente e já nos primeiros produtos produzimos Feitiço Cavalera RP 20 (Bocal de Prata e 5 no Freio de Ouro), que vem nos orgulhando muito nas provas funcionais da Raça.

Estamos muito felizes por termos 2 animais idealizados e produzidos na
Cabanha Cavalera representando o Brasil na maior prova do Cavalo Crioulo da América Latina, a FICCC organizado por nossa associação - ABCCC. Só temos a agradecer a todos que fizeram parte desses projetos e a esses dois animais especiais, Feitiço Cavalera, que será exposto pela Cabanha La Perseverancia / Argentina no Freio da FICCC e Estradeiro Cavalera na Morfologia da FICCC, por proporcionar essa alegria a nossa família e a estimular nossas filhas a se apaixonarem cada vez mais pela criação de cavalos crioulos!

Planos para o futuro: seguir trabalhando com dedicação as genéticas que escolhemos. Recentemente adquirimos parte de uma cota de coberturas de AS Malke Sedutor - TE, que fará parte do futuro na Cavalera, juntamente com Estradeiro que é nosso principal reprodutor."

Bom, por hoje, pra ser domingo dia das mães! Está ótimo...
Corredora do Freio de Ouro, mãe, criadora, e apaixonada por cavalos.
Ela vive o veredito sentido da criação de cavalos, a família.
Motivante, cautivante... exemplo para muitos, e sobre tudo, muitas!



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!


Nossos Colunistas

Arturo Montory Gajardo

Nací en Cañete provincia de Arauco-Chile en septiembre de 1946, de familia de agricultores y ganaderos. En 1964 mi tío Hernán Anguita Gajardo, estudioso, criador (criadero Paicavi), y dirigente del rodeo escribe artículos en el Anuario de la Asociación de Criadores de Caballares, y me hace participar de ellos, lo que efectuó hasta el año 1970 en que entrega su último artículo. (Hernán Anguita creo el premio Sello de Raza). Ello me hizo aprender muchísimo de caballos, rodeo, arregladores y jinetes antiguos y ya en el año 1966 en una Agenda o libreta pequeña pude escribir y desarrollar en forma ordenada y clasificada por Familias Caballares toda la raza con los ejemplares más importantes, en rodeo, rienda, reproducción, exposiciones, que habían destacado y con premios hasta esa época. No había aun computación, la que llegó en forma masiva a Chile a principios del 1990. Esa agenda la conservo y es la base de todo lo que he escrito después y han pasado 50 años. Luego fui jinete de rodeo, jurado de premio Sello de Raza y Rodeos por muchos años más. En 1990 ya establecido en Santiago, me invitan a participar como columnista en revista Criollos, en octubre de 1991 participo en nacimiento de revista Corraleros escribiendo y dirigiéndola hasta 2005 y luego fundo la revista Tierra de Caballos, la que llevo a Expointer durante algunos años y junto a ello, incentivar a muchos criadores chilenos a conocer y asistir al Freno de Oro, y se produjo un intercambio muy grande y de muy gratos recuerdos para todos. En 2009 fui panelista representando a Chile de “Encuentro de Criadores”, evento que organizaban los criadores gaúchos Joao B. Sa y de Uruguay Luis Pedro Valdés en restorán de la 6° Regiao en Esteio. Me toco en esa ocasión compartir palestra con el famoso Bayard Sarmento Jaques de Jaguarao-Uruguiana, el criador argentino Ramon Maidagan Torres, y el criador uruguayo Diego Landa Dondo, una experiencia inolvidable. En 1997 publique el libro "Caballos Chilenos, Genealogía de una Raza"; en 2000 inicio la colección "Caballos Chilenos, 500 años de Historia", que fueron 9 tomos; en 2012 publico en Internet, están aún vigentes, 5 tomos de libro "Grandes Caballos del Sur de América", que incluye crianzas de Argentina, Brasil, Chile, Uruguay y Paraguay. Me publicaron artículos en Anuario de Brasil y Uruguay. En 2015 publico Tomo I y en 2016 el Tomo II de libro "Reproductores de Pura Raza Chilena", vigente actual. Tengo al aire la web Tierradecaballos.cl; en Facebook web Libro Reproductores de Pura Raza Chilena. He hecho videos en YouTube a nombre de Caballería Araucana TV; criadero Paicavi TV; y Reproductores de Pura Raza Chilena, que van a TV Cable He sido por 13 años columnista de web de Federación del Rodeo y Criadores, Actelemte participo en programa Pelos & Procedencia de radio Tertulia por invitación de mi estimado amigo Rodrigo Alegrete. En diciembre del 2016 fue lanzado el Tomo I de "Historia del Rodeo Chileno", que escribí, y a principio del 2018 se lanza Tomo II y la Historia de la Federación del Rodeo, soy autor de ambos. Tengo un pequeño criadero de caballos chilenos continuando con algunas yeguas antiguas y el nombre de "Paicavi" cuyos ejemplares forman la base del actual del exitoso criadero Peleco, formado por Emilio Lafontaine P. también primo mío, y que ahora pertenece a Rubén Valdebenito Fuica y sus hijos Gustavo y "Panchaco". .