Histórias de Vida

De pai para filho!

Aqui no Histórias de Vida vamos Contar as histórias de pessoas que vivem no êxodo rural e amam o que fazem, passando a tradição e os valores de pai para filho. O artigo de histórias de vida de hoje é de um adorador dos cavalos que desde a infância tem contato com eles. Hoje é domador e proprietário do Centro de Treinamento Ruas. Nascido em 4 de março de 1968 no município de Lavras do Sul, Claudio Ruas é casado com Cristiane Rodrigues com quem têm dois filhos, Gustavo e Guilherme Ruas.

O seu primeiro contato com o cavalo foi 35 anos atrás, em uma prova de redomão na estância Sta Patricia, no distrito de Jóca Tavares que pertencia ao Sr. Jaime Tavares. Na época a estância fez uma prova para valorizar os domadores da região. A ideia era domar todos os cavalos da estância e assim melhorar o desempenho nos serviços com os animais na lida do campo. Esse foi encontro com sua paixão que veio com seu primeiro prêmio. Sua primeira referência na doma era do seu mestre, Assis Nogueira. A partir de uma prova de rédeas, com o cavalo Itaipu Tupambaué , foi quando realmente despertou sua paixão pelo treinamento de cavalos. Mas no treinamento de cavalos, Ruas tem sua inspiração em Vilson Souza , que foi o primeiro ginete a vencer o Freio de Ouro em 1982. Souza acumula a premiação de 5 de ouro, 4 de prata e 2 de bronze. Ele é considerado até hoje um símbolo na raça.

Claudio exerce a função de domador e treinador e possui um centro de treinamento que é referência na doma e treino, o CT Ruas. Pra ele além da doma o treino é muito importante, se conquista a educação e o respeito do cavalo, pela doma de boca e não pelo comando. Ele brinca que domar para andar, qualquer um consegue. Agora, treinar em nível de competição, precisa saber e gostar do processo. Seus dois filhos sempre acompanhando o seu trabalho vendo competir e ganhando a vida com o manejo de cavalo. Eles se espelham no pai para continuar o legado da família. Para Ruas, o apreço pelo cavalo vem de sangue e acredita que se seus filhos não tivessem a mesma paixão pela doma, eles não seguiriam os passos do pai.

Gustavo é o filho mais velho e já está se mostrando interessado em continuar o legado do seu pai. Desde criança ele é muito dedicado, humilde, e possui muita habilidade com o cavalo. Gustavo começou a montar aos 10 anos quando ainda era um menino. Então não é surpresa que ele venha se destacando e vencendo importantes provas da raça crioula. Como em 2015 quando ele venceu o Terceiro Redomão Cabanha Don Arturo, em Porto Alegre, onde competiu com mais de 90 ginetes e ganhou a maior premiação da competição, m automóvel Renault Clio Zero Quilômetro "A cada dia vejo que ele adquire tranquilidade em competir. Que Gustavo está em sintonia com o cavalo, pois ama o que faz. Não adianta gostar e não ter garra, não ser garrudo!", ressalta Ruas.

O conselho que ele deixa é para os pais. Que se faça tudo o que possa para deixar o filho crescer com a presença do cavalo no seu dia a dia, pois vale a pena. Além de aprender uma tradição, é saudável e ajuda a afastar o guri dos barulhos urbanos.

Hoje Claudio Ruas segue competindo e ganhando várias competições. Ele está à frente do CT Ruas onde constantemente se atualiza nas práticas da doma e treinamento.

Patrick Ferreira Corrêa
Jornalista - nº 18816/RS
Telefone: (53) 999 36 3737
e-mail: cosasdelcampojornalista@gmail.com



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!