criadores

Evento internacional debate pecuária familiar e desenvolvimento rural

Data: sábado, 17 de março de 2018 - Hora: 00:10

O município de Dom Pedrito (RS) sedia, entre os dias 21 e 22 de março de 2018, o 2º Seminário Técnico Internacional "Pecuária Familiar e Desenvolvimento Rural" (Ganaderia Familiar y Desarrollo Rural). O evento, que tem como público-alvo técnicos, estudantes, docentes, pesquisadores, extensionistas, elaboradores de políticas e assessores do Brasil, Uruguai e Argentina, chega à sua segunda edição com o objetivo de aprofundar os debates sobre temas que vão desde a produção agroecológica da pecuária familiar até a governança territorial e políticas públicas para o setor.

Conforme o professor da Universidade Federal do Pampa (Unipampa), Cláudio Marques Ribeiro, o Seminário será um grande momento para discutir as lições aprendidas nos trabalhos que cada um realiza e gerar novas alternativas para os pecuaristas familiares. "O evento tem o papel de fazer o reconhecimento da existência desse público e do trabalho que é desenvolvido com ele, política e academicamente, já que uma das maiores dificuldades para o setor é sua invisibilidade. Além disso, a importância da construção de uma rede de pessoas, das mais diversas formações e instituições, que se preocupam com o tema, e que estão trocando informações e experiências", ressaltou.

Para a chefe de Transferência de Tecnologia da Embrapa Pecuária Sul, Estefanía Damboriarena, o Seminário reflete a importância da troca de experiências entre as instituições de pesquisa, extensão e dos responsáveis pelas políticas públicas do Brasil, Uruguai e Argentina, tendo foco na atividade de pecuária de corte realizada pelos produtores familiares. "É um desafio para o desenvolvimento rural considerar as dimensões sociais, econômicas e ambientais envolvidas para manter esses produtores na atividade e, fundamentalmente, sinalizar futuro para os seus sucessores. São muitas famílias envolvidas que manejam basicamente recursos típicos do bioma Pampa e fazem uma pecuária muito próxima dos desafios contemporâneos da sustentabilidade. Pensar como trabalhar adequadamente e obter eficiência e eficácia na atuação com esse público é o desafio do evento", destacou.

O evento é promovido pela Unipampa, Embrapa Pecuária Sul, Emater/RS-Ascar e Prefeitura de Dom Pedrito, no Brasil. No Uruguai, são promotores do evento o Plan Agropecuario, Universidad de la Republica Uruguay, Instituto Nacional de Inverstigácion Agropecuaria, além do Instituto Nacional de Tecnología Agropecuaria e Universidad Nacional de La Plata na Argentina.

O Seminário é gratuito, mas é necessário realizar inscrições prévias através do site do evento (https://eventos.unipampa.edu.br/seminariotecnico/) até dia 20 de março. No endereço constam informações sobre o acesso ao local, indicações de hospedagem e alimentação em Dom Pedrito.

Serviço

Evento: 2º Seminário Técnico Internacional "Pecuária Familiar e Desenvolvimento Rural";

Dias: 21 e 22 de março de 2018;

Horário: 8h;

Local: Parque Juventino Correia Moura | Avenida Rio Branco | Sindicato Rural de Dom Pedrito (RS).

Programação

Quarta feira, 21 de março

8h Inscrições;

9h Abertura;

10h Introdução ao Seminário, com Virginia Rossi (Fagro/Udelar, do Uruguai) e Cláudio Marques Ribeiro (Unipampa/Dom Pedrito).

10h30min Conferência de Abertura, com o tema Pecuária Familiar no Mundo, com Jean François Tourrand, do Cirad/França e UFSM Brasil/Projeto Nexus;

12h30min Almoço;

14h Eixo 1 Experiências de Transição Agroecológica na Pecuária Familiar, com o debate dos seguintes temas:

a. Uruguai Proposta de intensificação ecológica na pecuária família sobre campo natural, com Pablo Soca (Fagro/Udelar);

b. Argentina Experiências de agroecologia em campos de pecuária extensiva de Córdoba, com Claudio Sarmiento, da Universidad Nacional de Rio Cuarto;

c. Brasil O enfoque agroecológico no Alto Camaquã, com Marcos Borba, da Embrapa Pecuária Sul;

O eixo tem como moderador Raul Pérez (Inta/Cipaf, da Argentina) e como comentarista Marcio Neske (Uergs/Santana do Livramento);

16h30min Eixo 2 Experiências de Políticas Públicas para a Pecuária Familiar

a. Brasil Política municipal de apoio à pecuária familiar: experiência de Santo Antônio das Missões/RS, com representantes da Emater/RS-Ascar e Prefeitura de Santo Antônio das Missões;

b. Uruguai Acesso coletivo a terra em zonas de pecuária do Uruguai: a experiência de um grupo "colono", com Veronica Camors, do Instituto Nacional de Colonización;

c. Argentina Adequação da agricultura familiar às normas sanitárias, com Lucia Gonzalez Espinosa, do Servicio Nacional de Sanidad y Calidad Agroalimentaria;

O eixo tem como moderador Virginia Courdin (Fagro/Udelar, do Uruguai) e como comentarista Paulo Waquil (UFRGS).

Quinta feira, 22 de março

8h Eixo 3 Experiências de Governança Territorial

a. Argentina Possíveis riscos e consequências da pecuária familiar ao sair da informalidade produtiva para desenvolver-se no território, com Lisandro Butler, extensionista do Inta;

b. Brasil Rota do Cordeiro: Planejamento e Governança para o Desenvolvimento Regional e a Inclusão Produtiva, com Vitarque Lucas Paes Coelho, coordenador da Rota do Cordeiro, do Ministério da Integração Nacional;

c. Uruguai Mesa de Desenvolvimento Rural (MDR) em zonas de pecuária do Uruguai. O caso da MDR de Basalto Superficial, com Maximiliano Piedracueva, do MGAP;

O eixo tem como moderador Rafael Carriquiry (IPA, do Uruguai) e como comentarista Alejandra Moreyra (Inta, da Argentina);

11h Resumo do 2º Seminário e Lançamento do 3º Seminário, com Marcio Neske (Uergs), Alejandra Moreyra (Inta), Paulo Waquil (UFRGS) e Rodolfo Franco (Udelar);

13h30min Almoço no Restaurante Universitário da Unipampa;

14h Visita ao Campus da Unipampa e descerramento de placa comemorativa ao 2º Seminário;

14h30min Encerramento.



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!