Notícias

Quedas na pecuária ainda podem ser reflexo da imagem do Brasil no exterior

Data: sexta, 11 de maio de 2018 - Hora: 12:36

Exportações no primeiro quadrimestre foram inferiores a 2017, aponta pesquisa

Mesmo com o setor em recuperação, as exportações da carne bovina em abril foram abaixo das expectativas, com uma queda de 4%. O volume exportado foi menor do que o mesmo período do ano passado, considerado conturbado para o mercado devido à Operação Carne Fraca. Os dados foram divulgados pelo Ministério do Desenvolvimento, Indústria e Comércio Exterior (MDIC, Brasília/DF).

No último mês foram exportadas 85.064 toneladas do produto frente às 88.733 toneladas enviadas no mesmo período em 2017. Em receita, segundo a Associação Brasileira de Frigoríficos (Abrafrigo, Curitiba/PR), a queda foi de 5% em abril.

Para a associação, os problemas de imagem do País decorrente das operações da Policia Federal continuam influenciando as exportações para grandes clientes como os países integrantes da União Europeia, Rússia e Estados Unidos. No entanto, no acumulado deste ano, o setor mostra estar se recuperando, já que houve um crescimento de 20% em toneladas e de 17% na receita em relação a 2017. A receita chegou a US$ 1,93 bilhão contra US$ 1,66 bilhão no período anterior.

Entre as baixas, o mercado russo se destaca. 50 mil toneladas tinham sido exportadas ao país somente no primeiro quadrimestre de 2017, mas devido aos embargos o produto não foi enviado neste ano. Outras reduções importantes foram do Irã (40%), Estados Unidos (32%), Arábia Saudita (40%) e Itália (18,4%).

Já Hong Kong lidera o ranking com desempenho positivo. No acumulado deste ano, o país importou 49,8% a mais que o mesmo período do ano passado. A movimentação passou de 88.543 toneladas para 132.603 toneladas.

Fonte: feed&food.



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!