Notícias

Ondas de frio intenso serão mais frequentes este ano e ameaçam o campo

Data: quarta, 23 de maio de 2018 - Hora: 10:13

Primeira delas, mais forte e abrangente que a desta semana, está prevista para a terceira semana de julho

A queda repentina das temperaturas, que chegaram a menos zero grau em diversas regiões do Brasil, assustou muita gente no início desta semana. A onda de frio atingiu principalmente a região Centro-Sul tende a ganhar força e abrangência.

Na próxima quinta-feira (24/5), a Serra Gaúcha, no Rio Grande do Sul, deverá enfrentar novamente graus negativos, assim como a Serra de Itatiaia (RJ) e da Mantiqueira (SP). “Este ano teremos ondas de frio mais frequentes do que no ano anterior e sem valores extremos, mas ainda assim, deverá incluir ondas de frio muito intensas”, afirma a técnica em meteorologia Patrícia Vieira, da Somar. A primeira delas está prevista para a terceira semana de julho, quando deve haver o frio mais intenso e em áreas mais extensas que as desta semana.

As condições climáticas deste ano são opostas às de 2017, segundo os especialistas. A interferência do fenômeno El Nino, com tendência para aquecimento, se neutralizou no meio do ano passado, enquanto este ano o mesmo ocorre, porém com o fenômeno oposto, o La Nina, que favorece as ondas de frio repentinas. "Sempre com temperaturas dentro da média, nada de fenômenos extremos e duradouros, como vários dias a zero grau", afirma a meteorologista Maria Clara Sasakai, da Somar. Segundo ela, a previsão é de uma onda de frio a cada 7 dias no próximo período, tornando-se mais frequentes no decorrer do inverno.



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!