Notícias

Brasileiros brilham na Expo Prado 2018

Data: terça, 18 de setembro de 2018 - Hora: 17:30

Hackathon Agro encerra a terceira edição com "grande sucesso" na Expo Prado 2018

Os vencedores forneceram uma solução para o controle da erva Capim Annoni, que reduz a produtividade no campo.

No último final de semana, na Expo Prado, a terceira edição da Hackathon Agro culminou na Expo Prado, uma competição aberta de equipes nacionais de pesquisadores, empresários e especialistas em tecnologia da informação, agricultura e negócios, que é co-organizada pela Embaixada Britânica em Montevidéu, Câmara de Tecnologia da Informação do Uruguai, Associação Rural do Uruguai e Agência Nacional de Desenvolvimento.

O desafio era apresentar um modelo de negócio e um produto ou protótipo mínimo viável para resolver problemas agrícolas no Uruguai por meio do uso de tecnologia. Na manhã do sábado, as onze equipes, formadas por três pessoas cada, receberam quatro desafios. Eles tiveram que escolher um e tiveram 30 horas para desenvolver uma solução, acompanhados por mentores e com a ajuda de apresentações de especialistas em diferentes áreas.

Os desafios foram:

1) Uso e manejo sustentável do campo natural para produção pecuária

2) Monitoramento e controle efetivo de carrapatos em fazendas de gado

3) Estratégias de reconhecimento e controle de Capim Annoni, um invasor silencioso

4) Monitoramento e controle de movimentos e estoques de haciendas por pastagem e por propriedade

A equipe vencedora, formada por Emilio Sarturi, Manuel Lorenzo e João Antonio Martins, forneceu uma solução para o controle da erva Capim Annoni, que reduz a produtividade no campo. Os participantes propuseram uma forma de mapear e combatê-lo, levando em conta que uma câmera multiespectral poderia funcionar para sua correta identificação e selecionar o equipamento necessário para eliminá-lo, uma vez encontrado. Os vencedores também se certificaram de criar um sistema sustentável ao longo do tempo, o que pode ser feito anualmente.

Todas as equipes eram compostas por pessoas de diferentes disciplinas. No caso dos vencedores, Manuel Lorenzo estuda Administração e está trabalhando na Tata Consultancy Services, enquanto Emilio Sarturi trabalha na área de software bancário, e João Antonio Martins oferece serviços de consultoria em administração de campo. "Foi uma experiência de aprendizado, estar com pessoas de outras áreas abre sua mente e você percebe quantas coisas há para fazer", comentou Lorenzo.

Em relação aos próximos passos do projeto, os participantes explicaram que, embora esteja comprovado que o sistema de controle funciona, antes de executá-lo, eles devem garantir que o próprio negócio possa ser bem-sucedido. "Estamos muito confiantes de que é viável", explicou Martins.

No início do prêmio, Leonardo Loureiro, presidente da Câmara Uruguaia de Tecnologia da Informação, mencionou que ficou impressionado com a qualidade das propostas apresentadas para resolver os diferentes desafios.

Os vencedores viajarão para Londres com passagens e incluirão estadia para participar da conferência Reap 2018, do setor agritech, e também visitarão a Universidade Harper Adams, especializada em carreiras relacionadas à agricultura e tecnologia.
Hackathon Agro encerra a terceira edição com "grande sucesso" na Expo Prado 2018

Os vencedores forneceram uma solução para o controle da erva Capim Annoni, que reduz a produtividade no campo.

No último final de semana, na Expo Prado, a terceira edição da Hackathon Agro culminou na Expo Prado, uma competição aberta de equipes nacionais de pesquisadores, empresários e especialistas em tecnologia da informação, agricultura e negócios, que é co-organizada pela Embaixada Britânica em Montevidéu, Câmara de Tecnologia da Informação do Uruguai, Associação Rural do Uruguai e Agência Nacional de Desenvolvimento.

O desafio era apresentar um modelo de negócio e um produto ou protótipo mínimo viável para resolver problemas agrícolas no Uruguai por meio do uso de tecnologia. Na manhã do sábado, as onze equipes, formadas por três pessoas cada, receberam quatro desafios. Eles tiveram que escolher um e tiveram 30 horas para desenvolver uma solução, acompanhados por mentores e com a ajuda de apresentações de especialistas em diferentes áreas.

Os desafios foram:

1) Uso e manejo sustentável do campo natural para produção pecuária

2) Monitoramento e controle efetivo de carrapatos em fazendas de gado

3) Estratégias de reconhecimento e controle de Capim Annoni, um invasor silencioso

4) Monitoramento e controle de movimentos e estoques de haciendas por pastagem e por propriedade

A equipe vencedora, formada por Emilio Sarturi, Manuel Lorenzo e João Antonio Martins, forneceu uma solução para o controle da erva Capim Annoni, que reduz a produtividade no campo. Os participantes propuseram uma forma de mapear e combatê-lo, levando em conta que uma câmera multiespectral poderia funcionar para sua correta identificação e selecionar o equipamento necessário para eliminá-lo, uma vez encontrado. Os vencedores também se certificaram de criar um sistema sustentável ao longo do tempo, o que pode ser feito anualmente.

Todas as equipes eram compostas por pessoas de diferentes disciplinas. No caso dos vencedores, Manuel Lorenzo estuda Administração e está trabalhando na Tata Consultancy Services, enquanto Emilio Sarturi trabalha na área de software bancário, e João Antonio Martins oferece serviços de consultoria em administração de campo. "Foi uma experiência de aprendizado, estar com pessoas de outras áreas abre sua mente e você percebe quantas coisas há para fazer", comentou Lorenzo.

Em relação aos próximos passos do projeto, os participantes explicaram que, embora esteja comprovado que o sistema de controle funciona, antes de executá-lo, eles devem garantir que o próprio negócio possa ser bem-sucedido. "Estamos muito confiantes de que é viável", explicou Martins.

No início do prêmio, Leonardo Loureiro, presidente da Câmara Uruguaia de Tecnologia da Informação, mencionou que ficou impressionado com a qualidade das propostas apresentadas para resolver os diferentes desafios.

Os vencedores viajarão para Londres com passagens e incluirão estadia para participar da conferência Reap 2018, do setor agritech, e também visitarão a Universidade Harper Adams, especializada em carreiras relacionadas à agricultura e tecnologia.



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!