Histórias de Vida

Guri que nasce com sangue no olho pelos cavalos

Guri que nasce com sangue no olho pelos cavalos, pela lida campeira... Tem poucos... mas tem.
E nós, fomos atrás.
Hoje, esse "guri", já tem 30 anos, é casado, e tem dois filhos.
O que ninguém sabia, e que esse menino, filho primogênito, iria um dia se consagrar Freio de Ouro.
Estamos falando de Fábio Teixeira, "Fabinho", como o conhece o mundo do cavalo crioulo.
Hoje Fabinho, é reconhecido por todos, e mais se estiver montando algum pingo nesta caminhada que chamamos vida, que ele bem traçando e conquistando muito bem.
"Fabinho", não começou ganhando, nem brilhando nos palcos do Freio de Ouro.
"Fabinho" começou sua lida, com meses de vida, no colo da sua mãe, recorrendo os campos e revisando gado.
Os meses foram passando, e o menino não queria mais saber de mãe, ele queria mesmo era se mexer sozinho pra cima e pra baixo como todos faziam.
Foi assim, que começou a escrever sua história em uma petiço.
Petiço que foi o primeiro companheiro de lidas campeiras junto com seu pai, e seu avó, sem importar horas que levasse, com 3 anos, ele estava firme lá acompanhando.
E não é que no meio da lida batia aquela fome? Arlete, a mãe, já conhecendo o pequeno, estava de mamadeira pronta pra levar pra ele, quem fazia questão de bebê-la encima do cavalo, nada de baixar o petiço.
Também, como não podia ser diferente, nas horas de lazer, o pequeno já tinha sua fazendinha de cavalos, pra continuar a lida.
O interesse só aumentava, só crescia, o Fabinho queria mais, ele não queria ficar só com aquele petiço.
Foi então, que os pais, compraram duas éguas crioulas.
Uma, claro, ficou com ele. A outra, já podia emprestar pra irmã, que também gosta de cavalos. Mas não desviando, o assunto era o Fabinho não ficar sem égua, porém, se transformou em sua professora.
Pra começar a se envolver um pouco mais, ele decide ajudar o pai na parte campeira dos leilões que fazia, sempre buscando aprender.
Mais ele foi em busca de mais, ele queria treinar, queria participar de provas.
Sua vontade foi feita realidade, começou a participar de provas de aspirante, de freio jovem, e para sua surpresa, a maioria, com vitórias.
O tempo foi passando, os conhecimentos se aprimorando, e o profissionalismo batendo a porta.
E com 16 anos, que decide estrear então, nas pistas profissionais.
O que não sabia era que começava um novo caminho, que começava a escrever um livro de vitórias, sempre acompanhado de mito respeito, de muita garra, de muito foco, e sobre todas as coisas, muito amor, pelo que um dia era só um sonho.
Mais isso você descobre, no segundo capítulo, desta fabulosa história!
Cosas del Campo, sempre perto de você!



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!