Histórias de Vida

Eduardo Tamayo um Campeão...

Data: domingo, 26 de novembro de 2017 - Hora: 10:59

Eduardo Tamayo Órdenes.
 
Nascido em Parral, Região do Maule, Chile, um 11 de setembro de 1949, é ginete de rodeio que tem sido ganhador em sete ocasiões do Campeonato Nacional de Rodeio Chileno.
Seu avô Pio Tamayo a começos do 1900, ensinou a correr e a trabalhar cavalos ao afamado Atiliano Urrutia em Parral, que fosse Campeão de Chile com seu parente Santiago Urruti.
Época de Longaviano, Quillacon I, Quillacon II, Gamo, Mentita, Marmota, Huingán, Tula, Candileja, Barranco e muitos mais.
Naquele mundo de famosos defensores e arrumadores, ele aprendeu a arte de andar e ensinar Eduardo Tamayo O., que tinha os melhores professores, todos os professores desta arte equestre huaso.
Seu título foi reconhecido no rodeio da Unctad em 1972 em Rancagua, correndo com seu pai Segundo, as castas Clementina (No Me Toques) e Doña Cote (Guachipato), ambas filhas do Pitagua.
Corrigido e correu quase todos os velhos cavalos de criação de Piguchén, incluindo a mãe égua da incubadora que são a base da atual Santa Isabel.
Eduardo "Lalo" Tamayo é um ídolo do passatempo corrale, homem quieto, poucas palavras, mas um "professor" nas meia luas do país.
Junto com Juan Carlos Loaiza formam uma "collera" de pilotos considerados por muitos fãs como o "melhor da história do rodeio", tanto em resultados como em qualidade técnica.
Eduardo também faz roupas com seu filho Álvaro.
Pertence à Associação de Valdivia e a incubadora de Santa Isabel, fazendo collera com Juan Carlos Loaiza e é considerado um dos melhores pilotos de todos os tempos.
Além de seus sete títulos nacionais, ele tem 6 campeonatos de vice e três vezes ele obteve o terceiro lugar.
Seu primeiro Campeonato Nacional foi na temporada 1976-1977, fazendo o colar com Samuel Parot, representando a criação de Piguchén.
No Campeonato Nacional de Rodeos de 1981, ele chegou ao vice-campeonato nacional do Chile, novamente com Samuel Parot e desta vez montando Cachita e Ágora Qué.
Em 1981, ele se juntou ao incubatório de Santa Isabel e em 1992 ele começou a correr com Loaiza, deixando o campeão chileno dois anos depois e mais tarde em 2000, 2002 e 2007. No Campeonato Nacional de Rodeos de 2007, ele alcançou seu quinto título nacional.
No Campeonato Nacional de Rodeo de 2012, ele alcançou seu sexto título com Juan Carlos Loaiza, em "Cantora" e "Alabanza" com 37 pontos.
Ele subsequentemente alcançou seu sétimo título nacional no campeonato de 2014.
 
Ilustre Filho de Graneros.
Ele recebeu das mãos do prefeito Juan Pablo Díaz, reconhecendo que ele o credita como "Filho ilustre da cidade de Graneros", em 25 de novembro de 2012.

Sua vida em cavalos:
Ele comentou: "Desde que saí da escola, fui trabalhar com Samuel Parot Gómez, dono da fazenda Piguchén, mesmo quando estava na escola, ele me enviou cavalos para trabalhar".
Trabalhou até 1980 com Samuel Parot em 1981.
Ele diz: "Nunca é fácil ganhar, eles são como 30 colares que chegam lá, todos querendo ganhar".
Ele fala sobre o colar de potros: "no ano 2000 em Escorpião e Talento, eles ganharam com 40 pontos; e 2002 em Talent and Almond, com 36.
Diz o sorrateiro: "O Talento foi esperto com os potros, o bom é que o outro, o Escorpião, não lhe prestou atenção, então é por isso que eles poderiam correr alguns anos juntos e ganhar o campeonato de 2000. O mesmo personagem do Talento, apenas para entrar. Nesses anos, o Talent teve seu melhor tempo, talvez seja porque depois do Escorpião o fizemos com éguas, ganhamos o campeonato de 2002 com Almendra, com 36 pontos, e depois corremos com A festa foi um campeonato fortuito, porque quase não corremos, dois camaradas de Talentos ficaram feridos, o fizemos com o Trickster em dois desvios, mas no segundo desvio o Trickster não foi bem porque ele ficou ferido por uma perna. Decidimos separá-los e corremos para o Talento com a Barricada, mas essa égua também foi ferida com uma perna, estava solta e achamos que já era firme, mas não durou. Eu aprendi algo mais, era uma nova égua. Nós decidimos executá-lo quando houve apenas dois desvios e imediatamente ganhamos um e acho que veio terceiro em outro. Finalmente, ele ganhou o Campeonato Nacional junto com o Talento; Ele se comportou bem e a graça que ele deixou o jumento para correr calmamente. O Talento foi muito melhor com as éguas ".
Ele diz sobre as éguas Alabanza e Cantora: "Estas foram duas novas éguas e é a primeira vez que chegaram a Rancagua, ganhando imediatamente o Campeonato".

 
Campeonatos Nacionais do Rodeio Chileno.
-1977 Eduardo Tamayo e Samuel Parot nos cavalos “Guariqueque" y "Desiderio" de Asociación Osorno.
-1994 Eduardo Tamayo e Juan Carlos Loaiza nas éguas "Esbelta" - "Escandalosa" do criatório Santa Isabel de Asociación. Valdivia
-2000 Eduardo Tamayo e Juan Carlos Loaiza nos potros “Talento" - "Escorpión".
-2002 Eduardo Tamayo y Juan Carlos Loaiza no potro e na égua "Talento" - "Almendra”.
-2007 Eduardo Tamayo e Juan Carlos Loaiza no potro e na égua "Talento" - "Fiestera".
-2012 Eduardo Tamayo e Juan Carlos Loaiza nas éguas "Cantora" - "Alabanza"
-2014 Eduardo Tamayo e Juan Carlos Loaiza nas éguas "Dulzura" - "Delicada"

Texto: Arturo Montory Gajardo
Fotos: arquivo



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!