bemestar

Metano do gado é o motor mais poderoso das mudanças climáticas.

Data: quarta, 14 de fevereiro de 2018 - Hora: 15:26

A demanda mundial por carne é acelerada pelo aumento do crescimento populacional e econômico no Sudeste Asiático. Sustentabilidade, sob a lupa

A Organização das Nações Unidas para Agricultura e Alimentação (FAO) estabeleceu que o consumo de carne em países emergentes e em desenvolvimento aumentará em mais de 80% em 2030, dentro de uma corrente que o leva para um aumento de 200%, ou mais, em 2050.

Esta é a tendência central do negócio agroalimentar global nas próximas três décadas e decorre do fato de que, nos últimos 30 anos, o consumo de carnes e outros produtos proteicos provenientes de fontes animais (produtos lácteos e ovos entre outros) tem mais do que triplicado os países de baixa e média renda.

Isso responde a fatores estruturais como o aumento da população (mais de 80% do aumento da população mundial ocorrerá em países emergentes e em desenvolvimento neste período) e aumento da urbanização (prevê-se que mais de 80% da população Global viverá em cidades em 2050).

Foto: Os novilhos e as vacas geram metano em seus processos digestivos. É um dos principais gases com efeito de estufa (GEE).

Fonte: Clarín Rural



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!