Histórias de Vida

CRIATORIO GROSELLA

Data: segunda, 1 de abril de 2019 - Hora: 08:54

Criatorio Grosella de Juan Manuel, María Inés e Claudio Solís.

Manuel Solís González "Pacho", inicia sua cria em 1954 e nasce em março de 1955 seu primeiro produto La Coqueta, filha de Picacho (Garabato-Batro) em Varicela por Enjuague em Rinconada por Cascabel hijo de Alfil II e Tesonera.

Coqueta uma bonita baio, deu a Carretero em Tapete e a Huérfana em Tequila.

Em 1966 compra ao lindíssimo baio de muito selo e morfología, complicado de boca, Aculeo Tapete filho de Macizo (Coirón III) em Birola 2 por Lustre, Potro que deixou crias na cabanha Biskaya de Quintín Arrigorriaga que administrava Oscar Bustamante Salas, em Toco Toco, em Grosella e depois foi vendido a Alberto Schwalm para La Amanecida e acompanhou ao Estribillo em seus inicios nos corrales.

Nesses anos os cavalos de Aculeo eram o máximo, época do Matucho, Percala e muitos mais.
Já estaba incroporado como "arrumador" o famoso segundo "Wuito" Zúñiga, que fez os cavalos do criatorio por um monte de anos e ensinou a correr a Juan Manuel e Claudio Solís.

Em 1970 Hernán "Perico" Villalobos, companheiro, compadre e vizinho de Manuel compra no criatorio El Escudo ao Tequila por Guaraní, e deixa crias em Grosella entre elas a Huérfana em Coqueta, e foi uma grande mãe do criatório, deixou 7 crias.

Manuel em seus inicios também tinha adquirido a que seria sua egua emblema e a que cumpriu grandes actuações nos corrales, a baia branca Fundadora filha de Azahar 2 em Vianda por Madrigal, e também incorpora a baia Libertad filha de Quicio na Ahualma por Agasajo (Mocosito-Batro).

Em 1971 nasce o Chagual filho de Tequila em Libertad, um baio muito acampado, extra de corrais que corria Wuito Zúñiga e Perico Villalobos, depois vendido a Miguel Goycolea para seu cria Lo Gallo.

Por esses anos também Hernán Villalobos chega a Comalle com El Baqueano, potrilho de messes, que logo traspasa a Manuel Solís.

Baqueano filho de Taco em Parrillada por Empeñoso era preto, lindíssimo, cabeça fina, acarnerada, redondo por todas partes, de grande centro, moño corto mas poblado, gatilho e cola preciosas, e muito bom de vacas depois foi vendido para o criatório Huelequen de Pascual Baburriza.

Baqueano em Libertad deu a Ensueño, lindo cavalo que pertenceu a Perico Villalobos vendido a Lo Gallo, mas lhe alcançou e deixar o colorado Los Mallines Pericote, que foi Juan Manuel Solís e Claudio, sendo um potro extra de vacas, o premiaram muitas vezes e deixou varias crias.

El Baqueano deixou seu selo no criatorio e foi um grandíssimo aporte e quando corriam com el Chagual se luziam nos corrales como tipo chileno e vaqueros.

Em 1975 nasce um potro que os faria famosos e conhecidos internacionalmente, el Grosella Pajonal, filho do Baqueano em Fundadora, um baio claro de crines brancos, de bonito tipo e extraordinario vaquero, finalista em Rancagua, exportado para o Brasil onde deu uma rande produção. Alcançou e deixar 6 crias.

O cavalo baio Gualcacho em Baqueano e Fundadora também foi muito bom de corrales.

As éguas Pascua, Romaza, Camelia, Vendimia, Coqueta todas filhas de Baqueano foram muito boas de corrales e mães.

Outro cavalo muito importante de Grosella foi Estoquillo, filho de Juguete (Quicio) em Celosía por Desdén (Estuco 2) e Comadrita por Empeñoso, que deixou crias em Grosella, Otoñal, Huelequen e La Capilla.

Outro potro muito distinguido foi Patagual, por Baqueano e Mal Mirada II por Picunto, que, em Grosella deixou a Romaza, Caravana e Embrujado, e depois foi ao criatório Otoñal.

Logo seguiram reproduzindo a Pericote, Esperado, Mezquino, Aquí Estoy.

Manuel já falecido lhe sucedeu seus filhos e netos todos correndo e alguns começando, mas na atualidade o criatorio com os ginetes Claudio Solís e Marco Antonio Flores estão em grande pé e cumprem muito boa campanha em Curicó.
Juan Manuel correu durante muitos anos e entrou ao 4° animal de 1986 com Wuito Zúñiga e estavam muito perto de ganhar.
A Federação de Criadores lhe outorgou o prêmio a família criadora de cavalos chilenos.

As fotos correspondem a uma ocasião em que o Municipio de Teno lhe otorgou uma medalha de filho Ilustre a Manuel Solís na meia lua de Comalle.

Um lindo legado deixou Manuel Solís ao seus filos e netos, e é muito bonito vê-los triunfar nas meia-luas do país, uma linda homenagem ao seu pai.

Por: Arturo Montory Gajardo



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.

Já viu os animais que vendemos? Veja Aqui!


Sem Artigos do Campo no momento