11111111111111Eu e o fogo!

colunas

Eu e o fogo!
por Oswaldo Dornelles Pons.

Data: quarta, 17 de junho de 2020 - Hora: 10:25

Aqui proseando com o fogo
Até parece alucinação
Talvez não seja uma simples prosa
E sim ,uma confissão!!

Quanta lenha queimamos juntos
Em madrugadas "brazinas"
Quantas cambonas aquecemos
Nos mates madrugueiros
Quantas prosas em silêncio
Das lidas campesinas !!

Momentos bons, inesquecíveis
Outros nem tanto...
Quantos risos...quanto pranto
E assim como a lenha que queimastes
O tempo me pintou os cabelos de branco!!

Teu calor e tua luz!!
Me inspiram em orações
Peço que Deus que ilumine minha estrada
Nessa trilha tão desigual
Peço paz e harmonia
Para minha querida família
Peço um Mundo justo e Fraternal

O fogo despacito devora a lenha
E a vida despacito me devora
Ninguém sabe exatamente a hora
Mas sei que essa hora é certa
E assim tem momentos que a ansiedade aperta
Dando vontade de retroceder
Ao meu tempo de guri
Assim como os "gravetos"
Que irão te reascender
Recomeçando os caminhos
Que ao longo da vida perdi!!

Tupambaé 15/06/20



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.