11111111111111Findando um ano de altos e baixos...

colunas

Findando um ano de altos e baixos...
por Marcelo Benevenga Sarmento

Data: quarta, 30 de dezembro de 2020 - Hora: 09:12

Esse ano já iniciou complicado devido à estiagem que assolava toda a região Pampeana. A severidade estendeu-se até fins de maio causando perdas significativas na pecuária e nas lavouras da região. Em março tivemos a notícia de um vírus desconhecido que nos contaminava e matava. Não deveríamos mais sair de casa nem continuar com nossas atividades normais. A crise na saúde batia as nossas portas, eram pessoas conhecidas, familiares, acometidos pelo pouco compreendido Covid-19. Notícias do mundo todo chegavam, enterros coletivos na Itália, hospitais em vários países tendo que “escolher” quem atender. Em termos políticos a velha e inócua peleia entre direita e esquerda seguia fazendo suas vítimas. O caos foi instalado.



Aos poucos fomos percebendo que o problema é grave sim, mas que precisamos seguir em frente nas nossas atividades e a economia do país não pode parar.



O agronegócio não parou, aliás nunca parou, e nem poderia. Grãos precisam ser colhidos na época adequada. Frutas e hortaliças perecem rapidamente. Pastagens perdem vigor e qualidade. O gado precisa de manejo frequente. Na outra ponta da cadeia alimentos em qualidade e quantidade são necessários para suprir a demanda dos consumidores. Mesmo neste difícil ano de 2020, nunca o agronegócio investiu tanto em tecnologia e assistência técnica, intensificando cada vez mais os processos de manejo.



No mercado, tivemos elevados preços para commodities como soja, milho e carne. O arroz e o trigo também passaram a ter valores impensáveis há poucos anos. O dólar bateu na casa dos seis. Nosso real vem perdendo valor nos últimos anos. Entre mortos e feridos entendo que o saldo é bastante positivo neste final de ano.



Desejo aos amigos, produtores e técnicos do Cosas del Campo um ano de 2021 de muita saúde, paz e prosperidade. E que o agronegócio siga crescendo e nos dando a possibilidade de evoluirmos como pessoa e como profissionais. Cordial abraço a todos.



Foto: Estância Santa Fé - Bagé/RS (Marcelo B. Sarmento) 



 




Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.