11111111111111Tecnologia de processos no agronegcio

colunas

Tecnologia de processos no agronegócio
por Marcelo Benevenga Sarmento

Mais conhecimento para reduzir custos e riscos

Marcelo Benevenga Sarmento
Há uma tendência de que os custos de produção agrícola se mantenham elevados para os próximos anos. Salvo algum aspecto pontual de mercado, economia ou nova tecnologia, não é de se esperar que tenham redução significativa. Neste cenário preocupante, porém esperado, o adoção de tecnologias é necessária para obter-se maior produtividade, qualidade nos processos e margens de lucro mais interessantes.
Pesquisadores, técnicos e produtores têm observado que a corrida tecnológica tem sido intensa nos últimos anos e que os investimentos tem sido cada vez maiores para se obter pequeno ganho adicional em comparação ao que se obtinha no período anterior. O que fazer neste cenário de alto risco? Já que não podemos evitar o uso de tecnologias, podemos utilizar as chamadas tecnologias de processos, que são de baixo custo, causam grande impacto nos sistemas produtivos e dependem essencialmente do conhecimento humano.
Nas tecnologias de processos o foco consiste no planejamento, gestão e monitoramento de tudo que é feito na propriedade, desde o controle de custos, ajuste de carga animal, passando pela organização das datas de semeadura de forrageiras, altura de entrada e saída dos animais na pastagem às datas de entoure e desmame. Portanto, percebe-se que a aplicação da tecnologia de processos depende do profundo conhecimento em gestão, aspectos técnico-científicos e atualização constante. A tabela abaixo sintetiza as principais diferenças e mostra alguns exemplos práticos das tecnologias de processos e insumos nas atividades pecuárias.
As tecnologias de processo estão intimamente relacionadas à infraestrutura das estâncias, manejo operacional e dependem de planejamento minucioso e acompanhamento frequente de todas as atividades realizadas. Como vantagens, teremos baixo risco e manejo nas mãos do proprietário e colaboradores, minimizando as frequentes oscilações de preços e oferta de insumos no mercado. Para que funcione, no entanto, gestores e funcionários devem estar capacitados na aplicação, monitoramento e avaliação dos processos, que podem estar sujeitos a mudanças nas ações diárias.
Em um cenário empresarial altamente dependente de insumos cada vez mais onerosos e que trazem alto risco na sua adoção, a aplicação da tecnologia de processos vem sendo incentivada, principalmente nas atividades pecuárias. Naturalmente, não podemos prescindir da aquisição de insumos, mas este deve ser planejado como estratégias específicas e prioritárias. A ideia é que o funcionamento de uma propriedade rural não seja essencialmente dependente da compra de insumos, mas sim das tecnologias internas de processos. Isso tende a assegurar menores custos de produção e riscos, com reduzido impacto ambiental e sustentabilidade da empresa em longo prazo. Pensemos. Até a próxima coluna.

Características e exemplos aplicados das diferenças entre tecnologia de processos e tecnologia de insumos no agronegócio.

Marcelo Benevenga Sarmento
(E-mail para correspondência: marcelobs05@hotmail.com)



Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.