11111111111111Aprender e ensinar todo dia: a escola do cavalo na vida de Miguel

Notícias

Aprender e ensinar todo dia: a escola do cavalo na vida de Miguel

Data: terça, 9 de fevereiro de 2021 - Hora: 14:36

Foi na semana passada que Caminero La Escuela e Helmar Miguel Nunes se encontraram pela primeira vez. O namoro, que começou de forma unilateral, pela internet, aconteceu por acaso. Não era ele que o metalúrgico procurava, mas o histórico de cavalo de marcha e a promessa de que se tratava de um animal dócil, o atraiu. “Foi um bom comercial!”, brincou o metalúrgico.  

Mal chegou em casa, Caminero foi encilhado para primeiro contato. É claro, que os dois anos a campo e o deslocamento de uma cidade para outra, o deixaram um pouco arredio. “Mas na tua mão, ele tem respeito”, destaca o proprietário. Miguel se disse admirado, pois em se tratando de um garanhão, esperava uma reação mais instintiva ao se aproximar de uma égua. “Ele se manteve calmo e mostrou que é dócil, fruto de uma doma muito bem feita”, garantiu. Tanto que a pequena Brenda, de sete anos, já experimentou o lombo do novo amigo. Ressaltou que é um cavalo para qualquer um montar. 

Em sua propriedade em Santa Cruz do Sul, alugada justamente para poder ter bem pertinho os cavalos que tanto ama, Miguel se organiza para colocar Caminero na melhor forma. O cavalo precisa perder um pouco de peso e recuperar o preparo físico. “Botei ele um pouco no trabalho e cansou, mas é normal”, comenta. Miguel disse que Caminero está um pouco pesado, de condicionamento e lateralidade, e que vai começar a flexionar bastante, treinar aos poucos. 

Presente nas redes sociais, Miguel tem por costume curtir e acompanhar tudo que  se refere ao cavalo crioulo e foi assim que chegou a Cosas del Campo, após uma publicação no Facebook chamar sua atenção. Ao ver os cavalos ofertados, inicialmente se interessou por um rosilho. Após uma semana de conversas com o gestor de negócios, Gabriel Sans, foi apresentado a Caminero. “Foi tão perfeito! Porque uma coisa que sempre admirei foi cavalo de marcha e acompanho muito os uruguaios...”, contou entusiasmado. Ele confessa que pensava em uma égua, uma potra, mas que também desejava um cavalo para todo o serviço. Então, Caminero “Caiu como uma luva!”.

Durante todo o processo de compra, ele diz que foi muito bem atendido, com transparência. Recebeu dados completos do animal. “Gabriel sempre foi muito atencioso, sem dia nem hora para me atender e responder aos meus questionamentos, sempre buscando me deixar ciente de tudo”, destacou. 

A presença de Caminero La Escuela na vida de Miguel, da esposa Aline e da filha Brenda, culmina o resgate de suas raízes, fincadas no interior e no trabalho junto à propriedade rural com a família. O afastamento da vida de criança se deu em busca de um crescimento, de novas oportunidades, alcançadas na cidade. “Há cinco anos comecei com um pônei para minha pequena e depois uma égua”, conta. Segundo ele, após, fui pesquisar sobre doma racional, adquiriu três animais para por em prática os conhecimentos e viu o gosto pela lida retomar e se multiplicar com a filha, que iniciou a montar e a laçar. “É uma terapia lidar com o cavalo, doma, e todo dia tu aprende. Tu tá ensinando e aprendendo...É maravilhoso e o cavalo e é muito bom nisso”, conclui. 

 



Foto: arquivo pessoal




Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.