11111111111111Conhea os finalistas da Doma de Ouro e Um ano de Freio 2021

criadores

Conheça os finalistas da Doma de Ouro e Um ano de Freio 2021

Data: sexta, 17 de setembro de 2021 - Hora: 21:54

Idealizada com o objetivo de engrandecer o trabalho dos mais diversos domadores do nosso cavalo, as provas de Doma de Ouro e Um Ano de Freio trazem para a pista a performance de quem dedica o dia a dia na construção do perfil do Cavalo Crioulo. Com as duas finais acontecendo no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS, a sexta-feira (17) foi decisiva para ambas as modalidades. 

Na Doma de Ouro, 8 finalistas (50% dos admitidos) avançam para a fase final, que acontece amanhã, sábado (18). Na prova de Um Ano de Freio os conjuntos também disputarão a final amanhã - tanto aqueles que ingressaram através da doma de 21 dias no ciclo passado quanto para os que concluíram alguma etapa de Redomão de Núcleos. As provas estão sendo avaliadas pelos jurados Thiago Persici e Rouget Gigena Wrege, com supervisão técnica de Jaime Fagundes Bica de Freitas.

Clique aqui e faça o download da planilha com as médias parciais da Doma de Ouro 2021

Clique aqui e faça o download da planilha com as médias parciais do Um Ano de Freio 2021



Doma de Ouro

Na Doma de Ouro a manhã definiu os finalistas após a etapa de Andaduras, Mansidão, Destreza com Laço, Figura e Sujeição. Alcançando o topo do ranking com Mangaba da Timbaúba, vem o destaque na disputa do ciclo 2020 - e que levou o 1º lugar na prova Um Ano de Freio do mesmo ciclo: o domador Rian Valadão, que alcançou 57,663 pontos de média parcial. A égua colorada foi criada e é exposta por Alfredo da Silva Tavares, da Cabanha Timbaúba, de Pedras Altas/RS. 





Um Ano de Freio

A prova de Um ano de Freio aconteceu durante a parte da tarde com as etapas de Andaduras, Figura, Volta Sobre Patas e Esbarradas e também trouxe no topo do ranking outro nome conhecido no mundo da doma: Marcos Braga Silveira de Ávila. Detentor do título de Domador do Ano de 2020, Marcos Silveira retorna para defender o mérito com a mesma égua que disputou a prova no ano passado, a tostada Boina do Kavaju Porã. Finalizando estas primeiras etapas com 12,400 pontos de média ele avança em vantagem para as disputas finais deste sábado. A égua é criada e exposta por José Francisco Pereira de Moura, da Cabanha Guajuvira, de Dom Pedrito/RS.





Confira a programação atualizada do último dia: 



18/09/2021 – Sábado



08h – Mangueira 1 – Um Ano de Freio

Sequência – Escaramuça Livre e Esbarradas – Doma de Ouro

10h – Revisão dos animais – Prova de Castrados (Na pista de aquecimento)

10h30 – Início da Prova de Castrados

13h30 – Prova de Campo – Doma de Ouro e Um Ano de Freio



Fonte: ABCCC/adaptado por Cosas del Campo

Fotos: Felipe Ulbrich




Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.