11111111111111Ver Colibri correr nos emociona, diz criador de bi-vencedor do Freio de Ouro

Freio de Ouro 2021

Ver Colibri correr nos emociona, diz criador de bi-vencedor do Freio de Ouro

Data: terça, 5 de outubro de 2021 - Hora: 12:36

Quando se fala em Colibri Matrero, a história não gira apenas em torno do cavalo que ostenta três grandes campeonatos: Freio de Ouro 2020 e 2021 e Freio e Ouro FICCC 2018, todos conquistados na pista do Cavalo Crioulo, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio. Tudo começa quando uma mulher de fibra e amante dos cavalos, envolveu toda a família em busca de um sonho chamado Cabaña La Pacífica, situada em Paysandú, Uruguai.

Foi lá naquele 2018, que o filho, Juan Salustiano Peirano, homenageou a mãe, Letízia Vejo, ao dizer que “sua dedicação e paixão foi tão grande”  que nos transmitiu aos filhos o sentimento que se coroou com o recebimento do prêmio máximo da Federação Internacional de Criadores de Cavalos Crioulos. Com aquela vitória, a família recebeu propostas de criadores brasileiros para que Colibri fosse comprado. 

Então, a decisão foi radicar o macho no Brasil, sob a tutela do ginete Gabriel Marty. O resultado deste encontro duradouro se viu mais duas vezes na pista, em Esteio. Marty conduziu Colibri para o Freio de Ouro em 2020 e novamente no último domingo, na finalíssima do Freio de Ouro 2021. E mais uma marca na carreira do conjunto: esta foi a primeira vez que um macho levantou o Freio de Ouro duas vezes subsequentes em 40 anos de competições.

Ainda muito emocionado com a conquista, Juan Peirano falou a Cosas del Campo, em Esteio. Ressaltou as qualidades de Colibri, como sendo um animal de grande coração e nobreza indescritíveis. “É um cavalo que por mais inacreditável que pareça, ele consegue fazer sempre diferente”, ressaltou.





O criador também rasgou elogios para o ginete, Gabriel Marty, e toda a equipe que trabalha com Colibri Matrero. “O Colibri tem essa capacidade inacreditável e essa equipe conseguiu esta grande façanha”, disse. Como forma de agradecimento e homenagem, ao receber o prêmio deste ano, ele levou nas mãos o Freio de Ouro 2020, ostentando ambos para as fotos.

Peirano não esqueceu de, mais uma vez, falar sobre a mãe, Letízia, agradecendo sobre tudo que ela construiu. Além disso, ressaltou o legado deixado para toda a família: “tudo isso continua também por causa dos meus irmãos e sobrinhos, empenhados na criação”, finalizou.

Já o futuro de Colibri Matrero é incerto. Contudo, Peirano deixou uma pista. Ele disse que “sendo criador, é muito bom ver os cavalos correrem”. “Colibri é um cavalo muito bom, de muito boa saúde e sempre demos, em todas as exposições, prioridade para vermos ele correr de novo. Nos emociona”, finalizou.

Clique aqui para assistir, em nosso canal no You Tube, a conversa entre Gabriel Sanes e Juan Peirano. E para ver a entrega do prêmio, clique aqui. 

Texto: Ieda Risco – Cosas del Campo/Cavalo Crioulo

Reportagem e fotos: Gabriel Sanes – Cosas del Campo/Cavalo Crioulo

 




Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.