11111111111111Trio paulista se consagra campeo da Campereada/Team Penning 2021

Notícias

Trio paulista se consagra campeão da Campereada/Team Penning 2021

Data: domingo, 7 de novembro de 2021 - Hora: 12:15

Campeirismo, sintonia, comunicação e companheirismo. A Final Nacional da Campereada/Team Penning transformou a pista numa verdadeira lida campeira, cenário comum no dia a dia de quem trabalha com o gado e com o Cavalo Crioulo. Acontecendo na maior pista da raça, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS, a disputa da fase final consiste em duas chances de conduzir três novilhos (identificados por um número) para dentro da mangueira em até 120 segundos. Em crescimento exponencial desde 1999, a Final da Campereada consagrou 5 trios que subiram ao pódio no final da manhã deste domingo (7), além de várias premiações especiais a outros destaques da decisão e do ciclo da modalidade.



 Clique aqui e confira a planilha Final da Campereada/Team Penning 2021



Ao todo, desde o início da competição, que começou no sábado (06), 54 trios entraram em pista na busca pelo pódio. No final do primeiro dia o ranking definiu os 20 melhores classificados que avançaram para a fase final da disputa. Com mais de 12 horas de prova neste final de semana, a formação do pódio definiu os trios vencedores do ciclo 2021. 



Na primeira colocação, uma equipe vinda direto da Liga Leste Paulista conquistou o topo do pódio com uma diferença pequena do time em segundo lugar, característica marcante desta prova em que qualquer milésimo de segundo faz a diferença na hora de parar o cronômetro. Rafael Grilo da Cruz, montando BT Ungido II, João Salla Neto, montando Hirana do Canto Porto, e Jhonatan Henrique Barrocas, montando Necajô Estaca, encerraram seis bois na mangueira com um tempo total de 01:35,495, somando as duas corridas deste domingo. A parceria do trio, conta João, é de bastante tempo: “A gente tem centros de treinamento muito próximos um do outro, e treina sempre. Esse trio nosso se consagrou campeão lá na Liga Leste e se classificou para vir. Graças a Deus deu certo da gente correr e ganhar aqui”. Para Rafael, o time é “mais que uma equipe. São grandes irmãos que eu tenho e levo pra vida inteira correndo… Agradeço a eles”. Já Jhonatan, que correu pela primeira vez no Sul este ano, comemora o desempenho na sua estreia em uma Final de Campereada: “Fiquei muito satisfeito pelos nossos resultados de ontem e de hoje”. Diante dos frutos desta união campeira, a intenção para o próximo ciclo não poderia ser diferente: “Ano que vem, se Deus quiser, a gente tá aqui de volta”, almeja o ginete.





Mesmo em um ano onde a pandemia do novo coronavírus ainda implica questões de distanciamento, protocolo sanitário e redução de público e participantes, a Final Nacional da Campereada 2021 concretizou-se em uma prova representativa em meio a esforços dos competidores, Associação e também da Subcomissão de Campereada, coordenada por Telmo de Oliveira Peixoto. “Foi uma final muito gratificante. Tivemos um bom número de inscrições e também de público. Nesta final também tivemos bastante interação com os competidores paulistas, ressaltando a qualidade das provas. O boi também foi um ponto chave para que tudo saísse conforme o esperado. O próximo ano é bem esperançoso para a modalidade”, conclui o coordenador. 



Com a apresentação da jornalista Estela Facchin e comentários do técnico e superintendente do Registro Genealógico da ABCCC, Frederico Vieira Araújo, a Final Nacional de Ranch Sorting foi transmitida na íntegra e ao vivo pelos canais oficiais da Associação (Youtube e Facebook), onde você pode voltar e rever todas as emoções dessa final.



Confira os resultados:



1º lugar



Rafael Grilo da Cruz montando BT Ungido II, João Salla Neto montando Hirana do Canto Porto e Jhonatan Henrique Barrocas montando Junco Nome



6 bois em 01’35”495



2º lugar



Itamar Gonçalves Franco montando Data Venia Jararaca, Daria Camargo dos Santos montando DS Dádive e Alexandre Franco Severo montando Baioneta do Guabimirim



6 bois em 01’35”573 



3º lugar



Pablo Nunes de Leon montando Babilônia do Rincão do Barreto, Itamar Gonçalves Franco montando Décimo Cala Bassa e Pedro Júnior Teixeira Ramires montando Dalila Cala Bassa



6 bois em 01’41”339



4º lugar



Regis Santos Dias montando Prosa da Tuneira, Flávio Rodrigues Caminha montando Payada da MP e André Rossato Costa montando Curandeiro de São Silvestre



6 bois em 01’42”080



5º lugar



Felipe Ribeiro Scherer montando BFlorian Carrapato, Adelar Fagundes de Almeida montando Tatu dos Troncos e Galeno Puente de Barros Filho montando GBF Dondoca



01’54”290



Melhor Trio Misto



Antonio Sidnei Pereira de Souza montando Galponeira ASPS, Silvio Machado da Costa montando Atrevida da Vitória Velho e Tatiana Velho de Azevedo montando Engano da Vitória Velho



Melhor Trio Família



João Vitor Claus Dutra montando Uma Jóia da Morada Nova, Cândido Luiz de Moraes Dutra montando Poliango da Morada Nova e João Inácio Dutra montando Trança da Morada Nova-TE



Melhor Trio Inédito



Alexandre Gonçalves Franco Severo montando Estourado Cala Bassa, Gilberto Machado Severo montando Nazarena da Botonera e Guilherme Machado Severo montando Escravo da Seringueira



Trio Melhor Encilhado



Solano Florian montando BFlorian Avalanche, Mariano Kieling Furian montando BFlorian Brisa e Leônidas Paim Almeida montando Tandera Mainá



Núcleo Mais Pontuado na Final 2021: Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos Cypriano Munhoz Filho, de Dom Pedrito



Cabanha Campereada 2021: Cabanha Cala Bassa, de Aceguá/RS



Selo de Raça: BT Ungido II



Fonte: ABCCC/adaptado por Cosas del Campo - Cavalo Crioulo Fotos: Felipe Ulbrich 




Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.