11111111111111Tricampeonato de F5 Licurgo Tapajs marca o Nacional Aberto do Rdeas de Ouro 2021

criadores

Tricampeonato de F5 Licurgo Tapajós marca o Nacional Aberto do Rédeas de Ouro 2021

Data: domingo, 12 de dezembro de 2021 - Hora: 21:13

Uma noite de tirar o fôlego, onde todas as expectativas em cima de cavalos e cavaleiros de renome na modalidade foram superadas, o momento acabou consagrando dois nomes que dispensam apresentações: o multicampeão Gilsinho Diniz e o “Loiro”, F5 Licurgo Tapajós, que hoje (11) se tornou tricampeão do Campeonato Nacional Aberto do Rédeas de Ouro, mais um título listado para sua vitoriosa carreira nas pistas.  A conquista encerrou a programação do evento, após uma série de apresentações com altas notas em sequência entre os 28 concorrentes que cruzaram com velocidade o túnel de entrada para a esbarrada que dava início ao percurso. 

Força, potência e sutileza. Foi assim que F5 Licurgo Tapajós, montado pelo cavaleiro Gilson Vieira Diniz Filho, performou em pista a sua melhor nota de Rédeas entre as três vitórias da categoria Nacional Aberta no Cavalo Crioulo. Com 225 pontos, o “Loiro” escreve mais um capítulo na história da Cabanha Marca dos Santos. Fruto de um grande projeto, Gilvane Marca dos Santos comemora todo o trabalho realizado pelo estabelecimento em cima do campeão da categoria. “Trabalho, muito trabalho, acreditando na raça e pensando sempre em um projeto. Estou muito feliz pois o Loiro já representou muito o brasil e a raça crioula e mostrou que pode retornar para as pistas e conquistar ainda muito mais pódios e troféus. Então vamos lá, em busca de um novo projeto para o Licurgo”, Declara Gilvane. O exemplar conquistou a primeira colocação nos níveis 3 e 4 da categoria. 

Além de tri no Nacional Aberto da ABCCC (com as outras vitórias conquistadas em 2013 e 2014), o Loiro acumula prêmios como o bicampeonato do Nacional Amador do Rédeas de Ouro, além da participação nos Jogos Equestres Mundiais de 2018 (quando obteve a melhor colocação de um exemplar da raça na história do WEG), além de premiações a nível nacional e interraças nas disputas da Associação Nacional do Cavalo de Rédeas (ANCR). 

Mesmo com a expectativa alta desde o começo, o campeão teve que superar outros nomes de peso na competição. Caso de outro tricampeão, Jubileu da Roraima, que veio mais uma vez à pista com o cavaleiro Jone Carlos da Silva e fez jus à pressão imposta por sua presença na decisão, ficando com o 2º lugar no Nível 4, com 220,0 de nota. O tordilho foi uma das tantas performances que arrancaram muita vibração da numerosa torcida presente nas arquibancadas da maior arena coberta da América Latina.



 Juízes e Jurados 



Cinco juízes compuseram o time de avaliadores do Rédeas. São eles: Marcos Antônio da Silva Júnior, Ederson Machado, Hiram Resende, Reginaldo Melo Rosa e Leonardo Feitosa. A função de juiz de equipamento ficou a cargo do técnico credenciado à ABCCC Heitor Cheuiche Coelho, e quem coordenou o Corpo de Juízes foi Luis Gregório Campagna Cruz. Os juízes de prova fazem parte do corpo da Associação Nacional do Cavalos de Rédeas (ANCR) e foram escolhidos pela Subcomissão de Rédeas e pelo Colégio de Jurados da ABCCC.



Confira o resultado:

CAMPEONATO NACIONAL ABERTO NÍVEL 4



1º lugar 

GILSON VIEIRA DINIZ FILHO montando F5 LICURGO TAPAJÓS

Nota: 225,0





2º lugar

JONE CARLOS DA SILVA montando JUBILEU DA RORAIMA

Nota: 220,0





3º lugar

ANTONIO CARLOS CORRÊA DA SILVA montando QUERUBIN MARRUÁ

Nota: 217,0





4º lugar

ANTONIO CARLOS CORRÊA DA SILVA montando UVA BRANCA DO TRINTA E OITO

Nota: 216,0

5º lugar [EMPATE]

IVO DE SOUZA GUEDES montando MAJOR DA RORAIMA

Nota: 214,0



RONALDO KREUSCH montando MAPUCHE PAMPA Y CIELO

Nota: 214,0

ANTONIO CARLOS CORRÊA DA SILVA montando AMBICIOSA DO TRINTA E OITONota: 214,0



CAMPEONATO NACIONAL ABERTO NÍVEL 3

1º lugar 


GILSON VIEIRA DINIZ FILHO montando F5 LICURGO TAPAJÓS

Nota: 225,0

2º lugar

ANTONIO CARLOS CORRÊA DA SILVA montando QUERUBIN MARRUÁ

Nota: 217,0



CAMPEONATO NACIONAL ABERTO NÍVEL 2

1º lugar


ANTONIO CARLOS CORRÊA DA SILVA montando QUERUBIN MARRUÁ Nota: 217,0

2º lugar

ANTONIO CARLOS CORRÊA DA SILVA montando UVA BRANCA DO TRINTA E OITO

Nota: 216,0




Venha e participe Conosco!
Deixe seu comentário,
Até a próxima.